segunda-feira, janeiro 14, 2008

Velha infância

Van Gogh (holandês, 1853-1890). O Escolar , 1888. Óleo sobre tela, 63 x 54 cm.


"Você é assim

Um sonho prá mim
Quero te encher de beijos
Eu penso em você
Desde o amanhecer
Até quando eu me deito..."

é uma forma de graça saber-ser-amado.
e quando se é, se é inevitável.
passa a não depender de nada o amor doado.
ele vem e fica, se deita e fica, embora eleita a primavera pós inverno, ele fica por todas estações.
tão inocente.
tão frágil.
aninhado.
poderia machuca-lo.
mas não,
não posso.

ah, a infância que era feliz.
mas ela ficou velha tão rápido.
e foi ontem.

Como se eu me lembrasse.
que não lembrar é uma forma de graça.
inevitável.
a idade.

2 comentários:

♕deliriuum ƒreakyΨ disse...

inevitável.. tal qual os tapas na cara q avida nos dá.. entretanto certezas são tão incertas qunato o fato de falar de certezas!!

então que a infância smepre esteja jovem onde findou-se
que o amor deaninhe-se e bata asas pra aprendermos a voar e que todos os segredos estejam bem guardados em baús esperando pra ser abertos! ^^

e no fim não nos entendemos mais! ^^e só.. tudop o que virá é carta passada do que pós-cederá ao passado futuro! ^^

vivamos!

pcso lotto results disse...

To the owner of this blog, how far youve come?You were a great blogger.